quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Comer fora de casa, e agora?

Com a correria do dia-a-dia alimentar-se em casa é quase um privilégio. O resultado então é comer em restaurantes, lanchonetes, “barraquinhas” e afins... e o resultado? A maioria das pessoas não sabem (ou não querem) fazer escolhas saudáveis. Porém, o almoço no restaurante, o sanduíche na cafeteria ou a comida pedida pelo telefone não são desculpas para descuidar da alimentação.
Uma má alimentação (tenha sempre isso em mente) prejudica o desempenho no trabalho, nos estudos, e nas atividades de lazer (inclusive!). Então saiba tirar máximo aproveito da praticidade dos restaurantes e garanta sua saúde!


ü      1° passo: Escolha um restaurante que lhe inspire confiança, ou seja, observe bem a higiene do local.

ü      2° passo: Não vá faminto ao restaurante, isso muda suas escolhas. Lembre-se de fazer os lanches na hora certa, afinal uma alimentação equilibrada deve ser fracionada.

ü      3° passo: Evite comer peixes crus, saladas com maionese e patês e pratos e molhos frios preparados com ovos crus; o perigo de contaminação é grande.

ü      4° passo: Procure montar seu prato o mais colorido possível. Assim ele se torna muito mais atraente e nutritivo. Combine alimentos de forma harmônica e preocupe-se com o sabor, cor e consistência.

ü      5° passo: Lembre-se um prato saudável deve ser compostos por todos os grupos de alimentos, consuma carboidratos, proteína, grãos, verduras e legumes, e não exagere na quantidade.

ü      6° passo: Dê preferência para preparações como: grelhados, cozidos e assados.

ü      7° passo: Não consuma alimentos excessivamente gordurosos na mesma refeição. Você vai trabalhar ou estudar depois e, como as gorduras demoram mais para serem digeridas, isso poderá dar sonolência, prejudicando a sua concentração e rendimento.

ü      8° passo: De sobremesa opte pela fruta, salada de frutas ou gelatina. Frutas desidratadas também é uma ótima opção para driblar a vontade de comer doces.

ü      9° passo: Evite o excesso de líquidos durante as refeições, mas, se você faz questão deles, evite bebidas gaseificadas. Opte por sucos naturais.

ü      10° passo: Por fim, mastigue lentamente os alimentos. E acredite: aquele prato enorme não precisa ser completamente cheio.

ATENÇÃO: se chegou pela janela do carro, esqueça,  não é comida, principalmente se tiver o mesmo nome em todas as línguas: Big Mac, Cheetos, Big King, Pringles, etc.

                                                                                Bon Appétit

4 comentários:

  1. Excelente Lorrany, deu as dicas de forma bem leve e descontraída, principalmente no final do texto"atenção se chegou pela janela do carro não é comida",rsrsrs, muito bom!
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  2. Meus parabéns! Seu blog é muito interessante!

    ResponderExcluir
  3. Um guia prático para quem come fora. Gostei!

    ResponderExcluir
  4. Eu não gosto muito de ter que comer em restaurantes. Adoro a comida da minha mãe e fico muito triste agora que tenho que almoçar em restaurante todos os dias.
    Parabéns Lorras!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir